segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Verbete 06




Ódio – subst. Abstrato. 1. negação do ser de luz que há em nós. 2. queda vertiginosa nos
abismos de nós mesmos. 3. alimentar-se do próprio veneno. 4. perder-se nos labirintos de si mesmo. 5. abandonar-se entorpecido à tenebrosa escuridão. 6. descobrir-se desértico, terra infértil. 7. naufragar num mar de lama. 8. habitar um mundo frio e tenebroso. 9. transformar-se num espectro de si mesmo. 10. distanciar-se da realidade. 11. engendrar-se na monstruosidade
de ser peçonhento, indesejável.

Oliveira

4 comentários:

Histórias e Versos disse...

Olá Oliveira,

Rapaz... teu blog está demais. Estes verbetes estão verdadeiramente fabulosos. Fico orgulhoso por você.É quase uma leitura obrigatória. Grande poeta; domador de palavras, sentimentos e sonhos.Você vai escrevendo cada vez melhor.Meus parabéns.

Marcos Vinícius.

fabiano disse...

alimentar-se do próprio veneno

é uma boa definição, enquanto perdemos tempo com isso deixamos de viver

Boaz ben Av disse...

Recomendo que vc faça um dicionário poético... talento vc tem pra isso!
Mazal Tov!

Anônimo disse...

Encantamento,lucidez, buscas constantes do significado da existência.Parabéns pensador, vá em frente.

Vera Lúcia